MENU

Desvende as referências em “Jogador Nº1”

postado em

O livro Jogador Nº1 é considerado por muitos o Santo Graal da cultura pop. O romance, que virou filme de Steven Spielberg, é tão recheado de referências e easter eggs nerds que decidimos consolidá-las num novo lançamento, o Almanaque Jogador Nº1, que está chegando às lojas! Aqui, destacamos cinco delas.

 

1- TUMBA DOS HORRORES / DUNGEONS & DRAGONS

Tumba dos horrores é um suplemento para o jogo de RPG Dungeons & Dragons criado para a Convenção Origins 1, que aconteceu em 1975. Gygax, a mente por trás do D&D, quis desafiar os jogadores experientes que diziam ter criado personagens poderosos o suficiente para vencer qualquer desafio. Foi o primeiro dos cinco módulos adicionais produzidos até 2017. A ação acontece em torno do túmulo do mago Acererak, que deve ser destruído pelo jogador, mas não antes de enfrentar truques, monstros e armadilhas. Em 2004 foi considerado pela revista Dungeon a terceira maior aventura de D&D de todos os tempos e muitos o têm como um item obrigatório a qualquer jogador de RPG. Em Jogador Nº1, o módulo é usado como esconderijo para um dos easter eggs de Halliday – bilionário criador de um sistema de simulação online chamado OASIS que, ao morrer, deixa sua fortuna para o vencedor da incrível caça ao tesouro virtual que dá início à trama.

 

2 – DUNGEONS OF DAGGORATH

Dungeons of Daggorath (1982) é a razão de Halliday ter se tornado programador de jogos, além de ser muito importante em sua caça aos easter eggs. O game se passa na distante aldeia de Rivenshire, onde vive um povo simples e pacífico, protegido pelas montanhas de Daggorath. Entretanto, um feiticeiro fez com que o mal assolasse aquela terra – e as sombras de Daggorath trouxeram o Ano da Escuridão, com destruição e miséria ao povo, plantações e animais. Com isso, o povo precisa de um herói que enfrente os perigos das masmorras e do calabouço. À época do lançamento, Dungeons of Daggorath foi pioneiro em dar profundidade aos gráficos, além de apresentar grande variedade de monstros, níveis de visibilidade e até a possibilidade de uso de diferentes armas e objetos.

 

3 – RUSH

Rush é um grupo de rock formado em Ontário, no Canadá, nos anos 1970, que segue em atividade – e foi a banda favorita de Halliday desde a adolescência. Ele gostava tanto do som que programava seus jogos escutando os discos em loop. Desde o lançamento do primeiro álbum, em 1974, o Rush ganhou fama por suas letras complexas que abordam temas como ficção científica e filosofia. Estima-se que tenha vendido mais de 40 milhões de álbuns pelo mundo. Sua popularidade atingiu o ápice em 1981, com o álbum Moving pictures.

 

4 – CARAS & CARETAS

Caras & Caretas (1982-1989) é um dos programas favoritos de Wade, protagonista de Jogador Nº1. O garoto costumava maratonar a série para passar o tempo. Ela conta a história da família Keaton e seus conflitos diferença ideológica e política. De um lado estão os pais Steve e Elyse, ex-hippies; do outro, Alex (interpretado por Michael J. Fox), o filho mais velho e conservador, que sonha trabalhar em Wall Street. Os outros filhos são Mallory, Jennifer e Andrew. Os temas abordados na série envolvem igualdade racial e de gênero e a Guerra Fria, com muitas referências ao cenário político da época, além de questões familiares típicas como educação dos filhos, convivência entre irmãos, problemas financeiros e o fato de a mãe voltar a trabalhar fora de casa.

 

5 – JOGOS DE GUERRA (1983)

Em  determinado ponto do livro, Wade precisa passar por uma simulação do filme Jogos de guerra – responsável por revelar Matthew Broderick, o eterno Ferris Bueller. Na trama, Broderick acidentalmente se conecta a um supercomputador e ganha acesso a uma área restrita de onde pode controlar todo o arsenal nuclear dos Estados Unidos. Um jogo de guerra começa – de um lado está os Estados Unidos, e do outro, a Rússia – e, ao aceitar o desafio, sem saber se tratar da realidade e não de uma brincadeira, ele pode estar dando início a uma Terceira Guerra Mundial.

 

Gostou? No o Almanaque Jogador Nº1 tem muito mais!