MENU

LeYa na Bienal do Livro de São Paulo

postado em

Com participações dos autores Gabriela Kapim e Fernanda Young na programação oficial, editora lança aplicativo de realidade aumentada e dá um gostinho de obras que serão publicadas em breve – como a biografia de Elza Soares escrita por Zeca Camargo e o romance O imortal, estreia de Rodrigo Alvarez na ficção

Para a 25a Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que acontece de 3 a 12 de agosto no Pavilhão de Exposições do Anhembi, a LeYa embarcou na ideia de “download de conhecimento” proposta pelo evento. Além de levar autores aos encontros da programação oficial e marcar presença com um estande onde estarão à venda lançamentos e obras de catálogo – títulos de ficção e não ficção de grandes nomes nacionais e estrangeiros com o poder de dialogar de maneira ampla e diversa com o público brasileiro –, a editora aproveita o momento de contato direto com os leitores para apresentar o aplicativo para dispositivos móveis LeYa Realidade Aumentada. Com ele, os escritores vão “sair” de seus livros para falar das obras, contar histórias de bastidores e outras surpresas.

 

LeYa Realidade Aumentada

Pelo simples ato de apontar a câmera do celular para um livro da editora, o leitor terá acesso a esses vídeos exclusivos, que vão saltar da capa de cada obra. Entre os primeiros títulos com a funcionalidade estão Pós-F: Para além do feminino e dos masculino, de Fernanda Young, Socorro! Meu filho come mal: Receitas para pais e filhos, de Gabriela Kapim – dois autores que também estarão fisicamente na Bienal –, Jesus – O homem mais amado da História, de Rodrigo Alvarez, Subcidadania brasileira, de Jessé Souza, e A bruxa não vai para a fogueira neste livro, de Amanda Lovelace.

O aplicativo vai ainda antecipar futuros lançamentos como Elza, biografia de Elza Soares com texto de Zeca Camargo, e O imortal, estreia na ficção de Rodrigo Alvarez – cujas capas estarão em destaque no estande para serem usadas com o aplicativo, que estará disponível gratuitamente nas lojas do Google e da Apple.

 

Interatividade: Trono de Ferro e Roda de Prêmios

O LeYa Realidade Aumentada poderá ser testado no próprio estande, deixando o espaço da editora na Bienal ainda mais interativo e acolhedor. O leitor que visitar a LeYa poderá também tirar uma foto sentado no já tradicional – e concorrido – Trono de Ferro de Westeros, elemento central da série de livros “As Crônicas de Gelo e Fogo”, de George R.R. Martin (que, na TV, virou Game of Thrones), e girar a Fantástica Roda de Prêmios da LeYa, de onde ninguém sai sem um brinde ou um cupom de desconto nos livros da editora.

 

Programação cultural

No primeiro sábado de Bienal (4 de agosto, às 19h, no Salão de Ideias), a escritora Fernanda Young se junta a Maria Ribeiro e Tati Bernardi para uma conversa sob o tema “Feminino e masculino” – com base no novo livro de Fernanda, Pós-F: Para além do feminino e do masculino. Nele, sua primeira obra de não ficção, a autora se insere no acalorado debate sobre o que significa ser homem e ser mulher hoje. Falando abertamente sobre a própria vida, ela se dirige a qualquer ser humano que habite nosso planeta neste século XXI com o intuito de se posicionar sobre liberdades e responsabilidades – sem jamais deixar de combater o machismo em nossa sociedade. Sua preocupação central, no entanto, é superar polarizações para construir algo maior, em que caibam todos os gêneros.

No domingo da semana seguinte, 12 de agosto, às 17h, encerrando a Bienal, a nutricionista Gabriela Kapim, apresentadora do GNT, mostra na prática os conceitos deliciosos do livro Socorro! Meu filho come mal: Receitas para pais e filhos, em que ressalta a importância de toda a família se (re)unir em torno da alimentação. Seguindo a equação, formulada pela autora, que define as cinco cores que nunca podem faltar na hora das refeições, Kapim ensina combinações simples, saudáveis e deliciosas. A conversa será no espaço Cozinhando com Palavras.