MENU

Mulheres do livro

postado em

por Thaís Nadi

“Mulheres, eu imploro: ateiem fogo.” A frase da nossa autora Amanda Lovelace retrata o momento que estamos vivendo, de crescimento da força feminina em diversas esferas da sociedade. Palavras como “sororidade” ganham cada vez mais destaque, juntamente com políticas inclusivas de identidade de gênero. Mulheres são capazes de grandes revoluções quando se juntam. Mulheres podem mudar o mundo.

Mesmo com todo esse cenário inspirador, ainda há um longo caminho a ser percorrido, até mesmo dentro da indústria do livro. Uma pesquisa recente realizada no Reino Unido (divulgada pelo PublishNews) mostra que 84,6% da força de trabalho do mercado editorial é composta por mulheres. Pesquisa parecida foi feita nos Estados Unidos, e o número também aponta o tamanho da mão de obra feminina na indústria dos livros norte-americana: cerca de 78% dos funcionários. Esse número, porém, não é tão animador quando olhamos para os cargos de liderança dessas empresas. Ainda é raro ver mulheres como CEOs de grandes editoras na Europa e Estados Unidos.

Não existe um levantamento oficial sobre a mão de obra no mercado editorial brasileiro. Porém a última pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, de 2015, mostra que as mulheres são a maioria da população com hábitos de leitura – cerca de 52%. O mesmo levantamento também aponta que são mulheres as responsáveis por despertar o desejo pela leitura em grande parte dos entrevistados, na figura da mãe (ou responsável do gênero feminino), seguida por professoras e professores.

Nós acreditamos na força feminina e na revolução que ela pode fazer. Queremos que você se junte a nós e conheça mais das Mulheres da LeYa. Nossas funcionárias e, especialmente, nossas autoras convidam você a mergulhar no universo da leitura e mostrar que as mulheres podem tudo. Muito mais que apenas do LAR, nós somos do LER!